Por que a resiliência é importante para o mundo do empreendedorismo

Sumário

Introdução

O que é resiliência?

A resiliência e o contexto da pandemia


Desenvolvimento

Por que desenvolver a resiliência é importante

Formas de desenvolver a resiliência


Conclusão

Por que a resiliência é importante para o mundo do empreendedorismo



O que é resiliência?


A resiliência é um termo emprestado da física para definirmos a capacidade de um corpo se regenerar após uma situação de estresse. Em termos emocionais é a capacidade que cada indivíduo tem de enfrentar situações difíceis e sair dela não da mesma forma que entrou, mas com a vivência de uma experiência e um conhecimento adquirido. A falta de resiliência em nossas vidas gera diversas consequências negativas em termos psíquicos e em nossa trajetória. Levando em conta que somos um ser como um todo, nesse sentido, a resiliência é uma característica muito desejada no mundo do empreendedorismo, pois dentro dele existem muitas dificuldades e desafios. Logo, aprender com cada uma delas é o primeiro passo para desenvolver a resiliência e a porta de entrada para buscar nessas experiências a criatividade de buscar novos caminhos e traçar novos objetivos. Em termos metafóricos pensemos na resiliência como um rio, mesmo que coloquemos uma pedra em seu caminho ele não interrompe seu fluxo, mas sim continua a fluir por outros caminhos. Nesse sentido, entendemos a resiliência como uma característica formadora de novos caminhos, tendo consciência de que somos modificados pelas experiências de nossas vidas, mas não ficamos

paralisados diante delas devido a essa força que age como uma correnteza, chamada resiliência.




A resiliência e o contexto da pandemia


A pandemia do COVID-19 apresentou-se como um grande fator estressor para a humanidade, diversos desafios surgiram diante da disseminação do vírus, dentre eles fatores sociais, econômicos, sanitários, culturais, emocionais e muitas realidades tiveram que se modificar. Na história da humanidade diante das maiores catástrofes da humanidade o que restou para muitos povos e personalidades foi a possibilidade de se reinventar e adaptar-se às mudanças. No mundo do empreendedorismo muitas empresas e negócios fecharam suas portas, o que aumentou consequentemente o desemprego e o medo diante dessa realidade de problemas financeiros. Porém, nesse contexto também podemos perceber a resiliência atuando na vida das pessoas, principalmente dos microempreendedores, pois diante desse contexto estressor surgiram formas criativas de manter os seus negócios e empreendimentos. Um exemplo disso foram comunidades Peruanas que dependiam do comércio local de Vinícolas. Essas comunidades, por sua vez, impedidas de ter o comércio aberto presencialmente devido ao medo de contaminação, apresentaram diante do contexto da pandemia grande capacidade inventiva e resiliente diante da crise que estavam enfrentando.

Os comerciantes locais investiram nas vendas online, por meio de plataformas digitais como Whatsapp e Facebook e também procuraram os seus clientes através da lista telefônica em seus Smartphones, possibilitaram a entrega a domicílio via delivery entregues através de motos ou bicicletas. Essas estratégias foram uma forma de manter o comércio ativo sem ter perigo de contágio do vírus COVID-19 (ACUNA, 2021). Nesse sentido, pode-se perceber como se colocaram à prova suas capacidades de resiliência diante desse contexto adverso. Além desse exemplo existem diversos outros exemplos de resiliência de empresas que começaram a vender seus produtos online, pelo delivery ou por outras plataformas digitais, foi possível perceber que as formas de investir e de criar novas empresas se reinventaram. Além disso, foi possível perceber também a mudança na forma e no público de venda, sendo possível alcançar um público muito maior do que eles já haviam conquistado e também alcançar lugares jamais imaginados.




Por que desenvolver a resiliência é importante

Diante das trajetórias de sucesso, grandes nomes utilizaram da resiliência para chegarem onde chegaram Mark Zuckerberg, por exemplo, teve muito de seus projetos não aceitos e até mesmo ridicularizados, esses acontecimentos poderiam ter feito com que sua capacidade de desenvolver novos projetos e sonhar dentro do universo do empreendedorismo

fosse inibida e até mesmo extinguida, mas não foi isso que aconteceu ele seguiu desenvolvendo projetos até chegar ao seu projeto da vida mais importante o Facebook. Além disso, é difícil imaginar que o fundador da Apple um dia fracassou, mas uma trajetória de fracassos constitui a história de Steve Jobs, muitas situações adversas estão por trás de seu sucesso, demissões, fracassos em vendas. Ou seja, um universo que não conhecemos e o que levou até onde ele está hoje e dentro dele está a capacidade de resiliência que o levou a continuar acreditando no seu caminho e na sua capacidade, mesmo que as pessoas ao seu redor ainda não tivessem percebido o seu talento. Dessa forma, pode-se compreender que mesmo diante de situações adversas precisamos olhar para outros lados e buscar outras potencialidades a serem desenvolvidas para continuarmos e esse olhar está intrinsecamente ligado à capacidade de desenvolvimento da resiliência, pois mesmo diante de crises podemos sair delas e ainda sim encontrar um caminho que um dia poderá ser o caminho da sua vida, percebendo que todos esses “nãos” foram importantes em suas caminhadas e poder ter habilidades de ressignificá-los.




Formas de desenvolver a resiliência


Cada indivíduo diante das suas experiências vai encontrar sua forma de desenvolver ou expressar a resiliência em sua vida, porém existem algumas formas que podem ajudá-lo a desenvolvê-la e atuar de uma forma prospectiva diante dos possíveis desafios, o que te ajuda a enfrentá-los com mais sabedoria e parcimônia. São elas:

- Desenvolver a capacidade de reconhecer os fatores de risco e fatores de proteção que envolvem o negócio;

- Desenvolver a capacidade de rastrear as causas dos problemas que podem ocorrer na gestão do negócio e não focar apenas nas suas consequências, pois geralmente os problemas serão resolvidos com o foco no que os causou e não no que está os perpetuando;

- Desenvolver autocontrole diante de tomadas de decisão, ou seja, avaliar os prós e os contras da decisão a ser tomada;

- Desenvolver a autoconfiança em si e no negócio, ou seja, analisar e contemplar a caminhada até onde se chegou, e também os desafios que já foram enfrentados, bem como perceber os avanços que já foram feitos desde o seu início até sua situação atual, isso traz uma sensação de controle e confiança;

- Desenvolver o senso de clareza e orientação aos objetivos do negócio, ou seja, conseguir traçá-los de forma didática e realista;

- Desenvolver aceitação de que mudanças irão ocorrer e imprevistos irão acontecer, ter essa noção prospectiva evita crises advindas de imprevistos e ajuda no auxílio do desenvolvimento de habilidades de resolução de problemas, a aceitação por mais difícil que pareça ela nos traz um senso de humanidade compartilhada, ou seja, todos passamos por problemas e eles fazem parte da caminhada de cada um e também nos ajuda a ter um senso de controle diante das situações que não ocorreram da forma como planejamos;

- Desenvolver uma rede de apoio de pessoas que possam contribuir na gestão do negócio, visto que possuímos personalidades distintas, portanto, cada um sempre pode agregar de uma forma única e distinta.


Por que a resiliência é importante para o mundo do empreendedorismo


Diante do elucidado, é possível perceber que uma das características essenciais a ser desenvolvida entre os empreendedores é a resiliência, principalmente no momento de crise mundial em que estamos vivendo. Nesse sentido, para obter-se sucesso diante das dificuldades estabelecidas é preciso adotar uma postura mais prospectiva e organizada, favorecendo a manutenção do empreendimento e possibilitando que a resiliência seja uma aliada nesse percurso. Além disso, no que se refere a termos de personalidade a resiliência é um fator crucial no perfil empreendedor de sucesso pelo fato de que ajuda no fortalecimento da empresa diante

situações de crise e também produz novos caminhos e novas estratégias diante da capacidade inventiva que ela desperta no indivíduo. Entende-se, portanto, que tanto o empreendedor que já possui um perfil resiliente mais desenvolvido terá uma boa aliada no desenvolvimento dos seus negócios e resolução de seus problemas, porém quem ainda não tem essa característica bem desenvolvida pode dar mais atenção às dicas elencadas no artigo a fim de poder enfrentar de uma forma mais resolutiva e saudável os desafios do mundo do empreendedorismo, servindo de alicerce para uma construção de um negócio promissor. Escrito e revisado por: Andriele Dutra Lopes


BIBLIOGRAFIA

http://www.scielo.org.pe/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2415-09592021000100007&lan g=pt

https://revistas.pucsp.br/index.php/pensamentorealidade/article/view/16430 https://www.isismoreira.com/resiliencia-por-que-e-tao-importante-no-empreendedorismo/ http://sobrare.com.br/resiliencia-no-empreendedor/

https://giovannabaccarin.com.br/empreendedorismo-e-resiliencia/https://www.canva.com/pt_ https://plusdin.com.br/news/fracassos-financeiros/

ACUNA SILLO, Elba Lourdes. Emprendimiento y resiliencia: caso de las bodegas de barrio en el Perú durante la pandemia de covid-19. Desde el Sur, Lima , v. 13, n. 1, e0007, abr. 2021 . Disponible en <http://www.scielo.org.pe/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2415-09592021000100007&lng=es&nrm=iso>. accedido en 06 dic. 2021. http://dx.doi.org/10.21142/des-1301-2021-0012.


IMAGENS


Imagens retiradas do site Behance


67 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo