Oi, Warren!

Tito Gusmão é O cara.

Empreendedor desde os 14 anos, sempre foi apaixonado pelo mercado financeiro, ou melhor, pela perspectiva de ganhar com ele. Esse espírito o proporcionou construir uma carreira brilhante, a qual dividiu com a gente no Outliers, no último dia 5 de maio.

Logo no início, tornou-se sócio de uma das maiores corretoras do país, a XP Investimentos, e ajudou-a a crescer ainda mais no mercado. No entanto, a vida de executivo o estava afastando do seu espírito empreendedor e da sua vontade de aproveitar as oportunidades que surgiam no mercado de fintechs.

Aí eu enchi o saco e fui em busca do sonho.

Enquanto estava em Nova York, no final de 2014, Tito e mais dois amigos se uniram na missão de tentar trazer o mundo financeiro para mais perto das pessoas. Surgiu então a Warren, plataforma que propõe uma nova experiência para a relação das pessoas com seus investimentos.

Após alguns meses de desenvolvimento, no qual foram coletados diversos dados e informações sobre os perfis de investidores, suas demandas e preocupações, o primeiro protótipo surgiu. Ainda cheio de falhas e coisas a melhorar, participou de uma das maiores feiras de empreendedorismo dos EUA, e foi eleito uma das 10 startups mais promissoras. Isso serviu de estímulo para continuar desenvolvendo a startup, que hoje já conta com mais de 30000 investidores.

Em 2016, surgiu a oportunidade de abrir a Warren no Brasil, e foi assim que parte do time se fixou em Porto Alegre, onde está localizada a sede da empresa. Aliás, no país, oportunidades de investir estão surgindo a todo momento, dada a falta de soluções eficientes para os diversos problemas existentes.

Investir bem é muito bom, e é o que todo mundo quer. No entanto, o cenário não ajudava: as soluções eram quadradas e distantes. A missão do Warren, então, fica clara: através da tecnologia, criar uma plataforma de investimentos que ajuda as pessoas a investirem bem, de forma simples e fácil, tornando a experiência com o mercado financeiro mais agradável e pessoal. Desse modo, os investidores são conduzidos por um guia automatizado.



Em um chat com Warren, ele utilizará algoritmos para descobrir o seu perfil, sua tolerância ao risco, e também para coletar dados que irão ajudar a trazer sugestões específicas para você. Após essa conversa, você pode criar seus objetivos, dentre quatro tipos, sendo que cada um tem uma característica, e a escolha vai depender de como você quer investir.

A partir daí, o Warren apresenta uma sugestão de investimento, baseado nas etapas anteriores, que pode ser editada. Você faz então o cadastro na plataforma, e poderá começar a investir. Feito isso, você pode acompanhar como suas aplicações evoluem ao longo do tempo.


Invista no que é importante para você.

Seja dar a volta ao mundo, se tornar milionário, ou qualquer outro objetivo que você tenha, a Warren possibilita aos seus investidores juntar o capital necessário para isso, enquanto faz a gestão e administração de seus recursos. Você está sempre no controle do que quer fazer com o seu dinheiro, seja resgatar ou continuar investindo, e a relação é direta com a plataforma, do cadastro ao investimento, não dependendo de corretoras, de forma automatizada.

100% alinhada com o cliente, a Warren busca proporcionar uma experiência de investir mais amistosa para seus usuários, educando as gerações para o mercado financeiro.

As relações entre as pessoas e as instituições bancárias estão se tornando descartáveis. Não há mais espaço para letras miúdas. É assim que surgem as fintechs e, uma vez se transpõe a barreira da tecnologia, não se volta atrás.

Mas, mais do que tecnologia, empresas são pessoas. Além de por o cliente em primeiro lugar, é preciso construir um time interessado, engajado com a proposta da empresa, e motivado a desenvolver melhores produtos e serviços para seus consumidores.

O fim é super importante, mas o caminho até lá é mais ainda.

Criar um ambiente legal, no qual as pessoas possam se desenvolver e, consequentemente, promover o crescimento da empresa, é fundamental. Deve existir um sentimento de colaboração entre os funcionários, para que se atinja a máxima performance.

O Warren é a representação de um conjunto de pessoas que querem mudar a forma que as pessoas lidam com dinheiro. Um time com muita paixão e vontade de criar uma nova geração de investidores.

O segredo para fazer isso?

Não sei. Faz. Te vira. Resolve.

41 visualizações