O que o Falcão nos céus simboliza para alcançarmos o espaço?

Talvez você tenha advinhado do que estou falando.

Ao redor do mundo, paramos por um momento para imaginar o futuro, há alguns dias atrás, quando a SpaceX se tornou a primeira empresa privada a carregar humanos para o espaço. Esse foi um grande marco para toda a história das viagens espaciais, e um sinal que vôos espaciais comerciais poderiam ainda ser uma realidade nessa metade do século.

No dia 31 de Maio, dois astronautas chegaram Estação Espacial Internacional a bordo de uma cápsula Crew Dradon, lançada pelo foguete Falcon 9 (nome dado pela Millenium Falcon de Star Wars, porque faz todo sentido homenagear a franquia que popularizou space operas quando seu objetivo é tornar ficção científica realidade).

Essa não é a primeira vez que o foguete Falcon 9 alcança o espaço: desde seu primeiro vôo em 4 de Junho de 2010, o Falcon 9 já voou nada mais nada menos do que 85 missões. Como isso é possível? Bem isso se dá pelo fato que o foguete é um foguete dois estágios, construído para ser parcialmente reutilizável, ao contrário da maioria dos foguetes que tem sistemas de lançamento descartáveis.

Foguetes são caros. Se eles não fossem, provavelmente já estaríamos viajando pelo espaço há anos. A ideia da SpaceX é justamente diminuir o custo dessas viagens, tornando-as possíveis para todos. Com um sistema de lançamento reutilizável, como acontece no primeiro estágio do Falcon 9, a empresa consegue controlar o foguete quando ele entra em órbita novamente, podendo recuperá-lo no mar.

Falcon 9 e SpaceX: Afinal, o que Elon Musk quer?


A ideia de construir foguetes economicamente viavéis (a ponto de eles serem acessíveis para vôos comerciais, isto é) ronda pelos grandes cérebros do mundo há algum tempo. Quando criou a SpaceX, há 18 anos atrás, Elon Musk já tinha o objetivo de diminuir o custo e aumentar confiabilidade do acesso ao espaço.

Já em 2008, a empresa já se tornara a primeira de capital privado a colocar um foguete movido a combustível líquido em órbita, e em 2010, já fazia a primeira recuperação bem-sucedida de um veículo espacial em órbita comercialmente construído. A partir daí, as conquistas da companhia começaram a se aglomerar, tornando-a a mais famosa empresa privada de sistemas aeroespaciais mais famosa dos últimos tempos, e dando mais notoriedade ao nome de seu fundador.

Elon Musk é o primeiro empreendedor do mundo a tirar a ideia de colonizar Marte (ou pelo menos, de levar o ser humano para lá) de filmes de ficção científica para a realidade, e a cada dia nós ficamos mais fascinados com o seu plano para alcançar esse objetivo.


Jornadas Interestelares: Uma Realidade Futura


Outro projeto em desenvolvimento por parte da SpaceX é o Starship: um foguete completamente reutilizável, construído como um veículo de lançamento pesado super-elevação. Projetado para carregar tanto humanos quanto cargas, o veículo espacial é o projeto mais ambicioso da SpaceX. Por que?

Em desenvolvimento desde 2012, a SpaceX planejou a Starship para realizar vôos comerciais. Com ela, a companhia pretende levar a humanidade para a órbita da Terra, a Lua, Marte e além. Nela também, planeja-se lançar satélites com um custo menor que os dos veículos Falcon 9. É ela também, que a SpaceX vai realizar a primeira missão lunar privada em 2023.


21 visualizações