Economia Compartilhada – Economia do Futuro

Atualizado: Nov 8

Sumário:

  1. O que é Economia?

  2. O que é a Economia Compartilhada?

  3. Como funciona a Economia Compartilhada?

  4. Mercado atual da Economia Compartilhada

  5. Como a Economia Compartilhada pode beneficiar o meu negócio?

  6. Conclusão






1.O que é Economia?

Economia é a ciência social que estuda a produção, distribuição, e consumo de bens e serviços.

Ela estuda as formas de comportamento humano resultantes da relação entre as necessidades dos homens e os recursos disponíveis para satisfazê-las. Assim sendo, esta ciência está intimamente ligada à política das nações e à vida das pessoas, sendo que uma das suas principais funções é explicar como funcionam os sistemas econômicos e as relações dos agentes econômicos, propondo soluções para os problemas existentes.






A ciência econômica está sempre analisando os principais problemas econômicos: o que produzir, quando produzir, em que quantidade produzir e para quem produzir. Cada vez mais, esta ciência é aplicada a campos que envolvem pessoas em decisões sociais, como os campos religioso, industrial, educação, política, saúde, instituições sociais, guerra, etc.




2.O que é Economia Compartilhada?

Economia compartilhada é um novo modelo econômico baseado no consumo colaborativo e atividades de compartilhamento, troca e aluguel de bens. Sua essência está nas transações do tipo P2P, de pessoa para pessoa, e no aproveitamento de recursos ociosos com ênfase no uso, e não na posse. Essa ideia de compartilhamento surgiu da necessidade de poupar recursos naturais e financeiros, principalmente após a crise mundial de 2008. Para que uma empresa seja classificada dentro da economia compartilhada, deve obedecer aos seguintes requisitos:

  • Core business relacionado à promoção do acesso a bens subutilizados

  • Consumidores beneficiados pelo acesso a bens e serviços

  • Negócio construído em redes descentralizadas e marketplaces.

As organizações que seguem esse modelo se caracterizam por uma sensação de pertencimento, benefício mútuo e responsabilidade coletiva. Por essa razão, o fenômeno do compartilhamento deve muito à era digital, pois boa parte das transações do tipo são intermediadas por plataformas e aplicativos.




3.Como funciona a Economia Compartilhada?

A economia compartilhada desenvolve novos hábitos de consumo (mudanças no comportamento dos clientes) e novos modelos de negócios (transformações tecnológicas e novas abordagens). A tendência é que os consumidores passem a dividir o uso dos produtos e serviços que acessam. Trata-se do consumo colaborativo e não exclusivo.



Diante disso, com base em benefícios mútuos. É como um complemento entre quem tem coisas e quem usa coisas e, assim, cada uma das partes adota os hábitos que mais se encaixam em sua realidade, seja por conveniência, seja por necessidade.




4.Mercado atual da Economia Compartilhada

Confira alguns exemplos:


BlaBlaCar

O BlaBlacar é um aplicativo de caronas gratuito disponível para celulares Android e iPhone (iOS) que permite que passageiros e motoristas realizem viagens juntos por preços abaixo da média.


IFood

O IFood é um marketplace que conecta restaurantes e clientes, por meio do delivery. Os restaurantes participantes aumentam seu faturamento em cerca de 30%. O marketplace já tem três milhões de pedidos por mês e mais de 15 mil fornecedores cadastrados.


Enjoei

O Enjoei é um marketplace focado em moda. A plataforma conecta pessoas que querem desapegar de algum bem com outras que desejam adquirir o produto. O comprador pode escolher entre opções de preço acessível sem sair de casa. Além disso, para garantir a confiança no serviço, os usuários são avaliados uns pelos outros.




5.Como a Economia Compartilhada pode beneficiar o meu negócio?

A economia compartilhada irá movimentar mundialmente bilhões nos próximos anos. Também se estima que o modelo possa contribuir com o setor de serviços no Brasil, sendo uma oportunidade que não pode e não deve ser ignorada por qualquer empresário.

Por isso, conheça dicas de como beneficiar a sua empresa com a Economia Compartilhada!


Descubra recursos excedentes

Para participar desse sistema, nem é necessário investir em novos recursos. É possível ganhar dinheiro com o que se tem. Pense em locais, materiais, rede de contatos e conhecimentos que possam ser aproveitados. Por exemplo, você pode conectar pessoas da sua rede de contatos – profissionais da área, fornecedores ou clientes – e cobrar apenas uma comissão em cima de cada transação efetuada.


Conecte as pessoas

Muitas transações compartilhadas, por sinal, são baseadas no auxílio mútuo. Desse modo, criam-se maneiras para conectar as pessoas. Como exemplo:

  • o iFood centraliza donos de restaurantes e os conecta com clientes potenciais;

  • o Airbnb também age de modo semelhante, além de aumentar a lucratividade. Logo, esses projetos são gratificantes para todos os envolvidos, favorecendo a economia e a sociedade local.

Expanda o seu negócio

Se você quer expandir o seu negócio, a Economia Compartilhada é uma forma de investimento acessível. Você pode usar recursos que já tem, e não precisa contratar funcionários. A expansão pela internet exige apenas, uma ferramenta online e marketing digital para atrair usuários.


Promova experiências

Nos dias de hoje, as pessoas estão cada vez menos preocupadas em acumular bens, uma vez que o foco do consumo é a experiência. Desse modo, podemos dizer que a economia compartilhada não exige mais que se adquira uma mala apenas para fazer uma viagem de férias. É perfeitamente possível obter a experiência de alugar uma bolsa e retorná-la assim que você estiver de volta sem ocupar espaço no seu armário ou prateleira. Além disso, você ainda consegue fazer uma avaliação de como foi a experiência e recomendá-la para outros usuários, se gostou do produto e do serviço prestado. Da mesma maneira acontece com os motoristas de aplicativos que, ao prestarem um bom atendimento aos clientes, são logo avaliados e, consequentemente, recomendados para outras pessoas.


A Economia Compartilhada é o futuro do mundo dos negócios. E, conforme a tecnologia avança, esse modelo vai se consolidando. Para os clientes, os benefícios já estão claros. Por isso é tão importante compreender o que é inovação e a economia compartilhada. Afinal, muitos estão trocando grandes empresas tradicionais por soluções inovadoras. Mas, ainda há muitas oportunidades e nichos a serem explorados, principalmente no setor de serviços. É hora de os empreendedores enxergarem além de investimentos caros e obsoletos, e explorarem o que já é uma realidade: a Economia Compartilhada!



Conclusão

A economia compartilhada já é uma realidade em praticamente todo o mundo e existem inúmeras formas de aderir a ela, além das já citadas. Trabalhos realizados em equipe, com troca de ideias e experiências também é uma forma de compartilhar.

Apesar da economia compartilhada já estar sendo abraçada pela sociedade e podermos ver os impactos positivos de sua atuação, sabemos que ainda há muitas oportunidades e nichos a serem explorados, principalmente no setor de serviços. É hora de os empreendedores enxergarem além de investimentos caros e obsoletos, e explorarem a Economia Compartilhada.


7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo