Como sua empresa pode sobreviver a uma crise?

Em vista à todos os imprevistos que aqueles que empreendem encaram, reunimos aqui sugestões para aplicar na sua empresa em momentos de crise.


Em janeiro, o FMI (Fundo Monetário Internacional) projetava um crescimento da economia de 2,2% para o Brasil neste ano. Um cenário esperançoso para o primeiro ano da década de 20, e uma promessa aos empreendedores de uma recuperação. Frente aos novos desenvolvimentos do COVID-19, esta perspectiva mudou. Nos últimos dias, a FGV publicou um estudo que a pandemia pode provocar uma perda de até 4,4% no PIB brasileiro, e bancos como JPMorgan e Goldman Sachs passaram a prever uma contração da economia neste ano. Nesta segunda, a diretora do FMI, Kristalina Georgieva, se pronunciou prevendo um declínio econômico similar à crise de 2008, e uma recuperação em 2021.


Com os meses de incerteza pela frente, como fazer seu negócio sobreviver à períodos de instabilidade?


Neste artigo, reunimos algumas dicas para implementar durante e depois do período de distanciamento social, e em qualquer momento de crise.


Controle sua banca


Entenda e diferencie aquilo que deve ser feito, aquilo que pode esperar para ser feito, e aquilo que não precisa ser feito. Não faça aquilo que não acrescenta valor ao seu negócio e adie investimentos de longo prazo. Monitore seu fluxo de caixa diligentemente e realize previsões mensais para garantir que as despesas planejadas estejam alinhadas com as contas a receber. Suas demonstrações financeiras devem sempre fornecer informação oportuna, relevante e precisa.


Acumule reservas de capital. Uma possibilidade é converter estoques em capital, mas tome cuidado para não perder vendas com isso. Procure reduzir ou prolongar dívidas, mantenha contato com clientes e verifique como eles estão se saindo durante a crise, oferecendo incentivos para clientes de mais longo prazo. Fortaleça seus relacionamentos bancários, que incluem informar aos credores a posição financeira da empresa. Todos estão buscando minimizar o risco. A maioria dos especialistas concorda, no entanto, que não é aconselhável buscar crédito adicional durante uma recessão.


Se seu empreendimento funciona em um espaço físico alugado, procure oportunidades para reduzi-lo. Sublocar o espaço não utilizado é uma boa oportunidade para aumentar seu caixa. Negocie com fornecedores, contratados e proprietários para obter melhores preços ou reduções de curto prazo e até considere negociar bens e serviços em uma troca por créditos, em vez de por dinheiro.



Produtividade é tudo


Existem várias formas de aumentar a produtividade da sua empresa sem aumentar os gastos. Envolva seus colaboradores em escolhas, permitindo que eles assumam papéis de liderança em momentos que os afetam diretamente. Reúna-se com sua equipe para trocar idéias sobre o aumento de produtividade, e fortaleça um espírito de equipe e um time com propósito em sobreviver.


A qualidade de seu serviço é essencial em períodos como esse: o poder de compra do mercado diminui, e a competição se torna mais acirrada. Tempo é um dos aspectos mais essenciais de qualidade de serviço. Por isso, não economize em serviço e qualidade por ter falta de pessoal, considere contratar freelancers, consultores e funcionários de meio períodos para suprir essa necessidade.


Não deixe de fazer treinamentos. Períodos de ócio são uma grande oportunidade de aumentar as habilidades da sua equipe. Em momentos como agora, em que o distanciamento social é encorajado, treinamentos podem ser conduzidos online. Inclusive, existem muitos websites oferecendo cursos de capacitação gratuitos, como o SENAI e o Udemy. Você pode conferir outras plataformas de cursos online aqui.



Busque a inovação


Inovar em tempos de crise é algo que o brasileiro sempre foi muito bom em fazer. Sair da caixa e procurar ativamente novos negócios é essencial em momentos como esse. A dor que está lhe afetando é a de inúmeros outros também.


Faça uso da sua criatividade. Em tempos de pandemia, se pergunte o quanto o seu negócio depende de encontros cara-a-cara. Avalie como você pode usar a tecnologia para se conectar com seus clientes e colaboradores.


Em tempos de crise, seja flexível, seja cauteloso, seja inspirador.


E não se esqueça, fique em casa!


17 visualizações