7 Dicas para o seu Pitch

Pitch é uma apresentação direta e rápida, na qual o empreendedor  fala sobre sua ideia para um investidor, a fim de obter, primeiramente, sua atenção, e, por conseguinte, seu investimento.

Nele, é importante ressaltar os aspectos mais importantes da sua empresa: qual é o problema que você quer resolver?  Como é o mercado? Qual é o diferencial da sua empresa? Quem são os profissionais que formam a sua equipe? (não necessariamente nessa ordem).

Pode ser que você acabe encontrando um investidor importante em uma situação aleatória, como num elevador, e não pode perder a oportunidade de tentar vender o seu negócio, por mais curto que seja o tempo. Nesse caso, você tem que achar as palavras certas para descrever sua empresa de uma forma atrativa e original em apenas um minuto com o objetivo de atiçar a curiosidade dele, pegar o contratinho, e marcar o próximo encontro. Esse é o chamado Elevator Pitch.


Você tem que fazer o seu negócio despertar o interesse do investidor ao ponto dele querer ouvir mais sobre sua empresa e possivelmente pedir para você enviar um e-mail com mais detalhes. Para estar preparado para uma situação parecida, é muito importante ter um discurso memorizado de até um minuto sobre os pontos mais importantes do seu negócio, de modo a estar preparado para das o Pitch em qualquer lugar.

Obviamente, existem vários formatos de Pitchs, e todos eles giram em torno do fator tempo. Em média, tem-se em torno de 3 minutos para realizar a apresentação do seu negócio ou ideia. Isso significa que quanto mais direto, curto e certeiro você for, melhor.

​Todos, sem exceção, abordam esses temas:

  • O propósito da startup: mostre a razão da sua empresa existir.

  • O problema que ela propõe resolver: entende-lo da perspectiva do cliente.

  • O público-alvo: bem definido. Cuidado para não generalizar demais.

  • Por que ela se diferencia das outras do mercado: é o seu produto, e porque as pessoas tem que compra-lo.

Conforme vai aumentando o tempo de pitch, pode-se entrar em algumas especificidades, conforme o quadro abaixo. Também, é importante preparar um material de apoio, slides, no Power Point ou Prezi, que guiem a sua apresentação. Mas, atenção: faça slides curtos e com pouco texto, atentando para o que for realmente essencial.


Agora, fazer o Pitch propriamente dito, a apresentação, pode ser um tanto difícil. É pouco tempo para informações valiosas, e sabemos que  informação largada na hora errada não é absorvida.

Portanto, separamos 7 dicas que ajudarão você a manter o foco e realizar uma apresentação efetiva – independente do tempo de duração.


1-      Respeite o tempo: se você finalizar antes, é ruim, pois é tempo que você está deixando de usar para vender o negócio. Se você extrapolar, pior. Não existe mágica, é treino.

2-      Não faça ninguém pensar: raciocínio lógico – contextualização do investidor com o mercado e com a sua proposta. Além disso, use linguagem clara e objetiva. Não tem porquê complicar algo simples.

3-      Métricas: as projeções financeiras e o crescimento da sua empresa são fatores indispensáveis na hora de fechar um negócio com um investidor. Mas...

4-      Não minta: nem exagere nos números para convencer o investidor.  Se tiver métricas muito baixas, não precisa mostrar todas elas, mas mostre o quanto está empenhado em trabalhar na ideia. É uma relação de confiança, e isso deve bastar.

5-      Lembre-se do W: é a chamada apresentação montanha-russa. Nela, existem picos, que conectam o público com a sua ideia. Por exemplo, no início da apresentação, tende-se a fazer perguntas (óbvias) sobre uma situação com a qual o público alvo se identifica, de forma a captar sua atenção.

6-      Faça a audiência concordar com você: entenda o problema, viva-o, e então solucione-o. Defina seus objetivos e seu público, de modo a apresentar a proposta de uma forma que a audiência possa realmente entender e perceber o quanto o seu produto vai mudar a vida dela.

7-       Prepare backup slides: depois do pitch propriamente dito, geralmente há a roda de perguntas. Tenha slides extras após o fim da apresentação (depois do obrigado), de forma que auxiliem na respostas às perguntas. Invista em mais texto e formule respostas para possíveis perguntas que possam fazer sobre o seu pitch (antecipe-as, mostrando que já estudou e está preparado).


Independente do tempo, valorize a oportunidade de apresentar a sua proposta. Mesmo que não se consiga um investimento, busque aprender ao máximo com as observações dos investidores – essas mentorias tornam-se mais valiosas que qualquer aporte que você poderia ganhar.

77 visualizações