3 Tentos: do Plantio à Colheita

O início da empresa se dá em 1995, com o surgimento, no país, da biotecnologia - incremento de melhoramento genético e engenharia genética aos grãos-, que possibilitou a entrada da empresa no mercado com um produto totalmente novo, sendo uma das cinco únicas empresas no Brasil que passaram a fornecer essa tecnologia em sementes de soja.

Fundada por João Osório Dumoncel, diretor presidente, e seus dois filhos, Luiz Osório Dumoncel, diretor financeiro, e João Marcelo Dumoncel, diretor comercial, a 3 Tentos Agroindustrial S.A. é hoje uma das maiores empresas do agronegócio no país, cuja matriz está localizada em Santa Bárbara do Sul, RS. A partir de 2002, a empresa passou a se expandir a nível regional e, também, para o Mato Grosso, onde atua com a marca 4 Ventos Agroindustrial S.A., totalizando 31 unidades de negócio em 2017.


Desde o princípio, a 3 Tentos atua na comercialização de insumos (sementes, defensivos, fertilizantes, etc.), como revenda autorizada das multinacionais. Mais recentemente, através de parcerias com os produtores rurais e  as principais empresas de genética de soja e trigo do país, passou a oferecer sementes de qualidade superior e cultivares de ponta, produzidas com a segurança e garantia da ISO 9001 em lavouras dos clientes, com suporte técnico dos profissionais da empresa do plantio a colheita, além do tratamento industrial e análise em laboratório próprio certificado pelo Ministério da Agricultura.

Graças as novas tecnologias, foi possível aumentar a produtividade das lavouras, o que gerou um volume maior de grãos armazenados na empresa, que é responsável pelo recebimento, estoque, comercialização e logística dos grãos de milho e trigo, além da soja, que hoje é o carro chefe do agronegócio brasileiro. Isso permitiu projetar o sonho de uma indústria no ramo, capaz de processar o produto primário aqui mesmo no estado, antes de exportar, agregando valor a commodity.

Ijuí foi escolhida para sediar a indústria de biodiesel, inaugurada em 2015, pela sua localização central e pela malha ferroviária, que permite o recebimento de grãos de todas as unidades da 3 Tentos ao norte do estado, e seu posterior transporte até o porto de Rio Grande. Lá, é feito o crush da soja (passa um solvente, quebra e lamina o grão), que então é passada no extrator com hexano, que trata de arrastar o óleo deixando o farelo branco, então tostado, ficando pronto para ração. O óleo, por sua vez, pode ser destinado para o consumo humano ou para o biodiesel.



Quando falamos na soja, então, estamos falando em gado de corte, gado de leite, suínos, ovinos, frango, peixe e outras tantas proteínas animais, que consomem o farelo de soja. Já o óleo pode ser encontrado como componente tanto da pasta de dente quanto do chocolate. A indústria, na verdade, produz muito mais farelo (75% do total), totalmente destinado ao consumo animal, do que óleo (19%), e está presente em quase todos os produtos industrializados encontrados no mercado.

A 3 Tentos produz biodiesel a partir do óleo de soja processado na esmagadora. Com o apoio do Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA) e do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB), o negócio tornou-se um grande incentivo para a agricultura familiar local – os produtores recebem assistência técnica do plantio à colheita, e um valor diferenciado pela saca de soja. Além dos benefícios sociais, vale lembrar que é um biocombustível que pode substituir em 100% o óleo diesel, sendo uma fonte de energia renovável.


Para promover o desenvolvimento da equipe e dos produtores rurais, a 3Tentos promove todos os anos o Agritour, que está indo para sua 11ª edição, e já levou mais de 200 agricultores para explorar a cultura do agronegócio no principal polo de produção dos Estados Unidos: o Grain Belt (cinturão de grãos, principalmente de soja, milho e trigo). A excursão passa por universidades, centros de pesquisa, fazendas, indústrias, pela famosa Bolsa de Chicago (CBOT) e, ainda, pela Farm Progress Show, a maior feira de agricultura dos EUA. É uma oportunidade para troca de ideias por ambos os lados, que já levaram e trouxeram inúmeros modelos de produção para os agricultores.

Novas técnicas de manejo e gestão; novas cultivares, defensivos e fertilizantes, são experimentadas no CETEC - Centro Tecnológico focado em desenvolvimento, pesquisa e inovação - que está passando por reformas para atender melhor as necessidades do produtor rural e da agricultura na região. Até o final do ano, a área vai contar com um moderno espaço de coworking, onde tanto os profissionais de multinacionais (através de parcerias com grandes empresas do ramo), quanto o próprio produtor rural poderão trabalhar para desenvolver ideias e realizar pesquisas, com toda a tecnologia existente para o agronegócio a sua disposição, a fim de ter o conhecimento sobre os melhores insumos, e quais condições, para aplicação na região.

Pensando em inovação, há quatro anos a 3Tentos transformou seu dia de campo no Crop Show, o “show da colheita”, que acontece na área do CETEC, preparada durante todo o ano com experimentos e tecnologia relacionados a sementes, defensivos, condições de solo, gestão de propriedade, etc. Em suma, toda e qualquer informação que possa vir a ajudar o produtor a desenvolver suas áreas, e a motivá-lo a implementar as novidades em sua propriedade.

Todo ano, o evento lança ferramentas da empresa para auxiliar o produtor rural tanto no manejo quanto na gestão da propriedade, principalmente através da tecnologia. Dessa forma, para o ano de 2018, foram lançados o Aplicativo 3Tentos, no qual o produtor tem acesso a informações atualizadas da previsão do tempo ao saldo de insumos a retirar, podendo fazer uma gestão da relação comercial com a empresa pelo aplicativo; e o programa Parceiros 365, que veio a colaborar com a filosofia da empresa para com o produtor rural: de não fazer um pacote de soja, mas estar disponível para fazer negócios que fechem com os anseios do produtor da melhor maneira possível para ambos durante todo o ano.

Esse pensamento vem ao encontro do tratamento adotado para com seus clientes: oferecer uma assistência técnica de qualidade, desde a venda dos insumos (saber o que é melhor para cada área), passando pela aplicação dos mesmos (qual a correta maneira de aplica-los), até a safra (resultados). Os três pilares da empresa - manejo, tecnologia e gestão -, devem ser pensados de forma igual, tanto por parte dos funcionários da companhia, quanto por parte do produtor rural, para que haja um ciclo positivo, e o maior rendimento do plantio à colheita.


A empresa vai dar certo se os clientes derem certo.

Dentro da 3 Tentos, a filosofia não é muito diferente. Administrar 700 funcionários (1000 em época de safra) que atuam na complexa cadeia do agro (desde o profissional que se relaciona com as empresas de biotecnologia, até o profissional que faz o contato para a exportação do produto) não é tarefa fácil, e depende de uma gestão de projetos e pessoas bem estruturada, somada a um acompanhamento constante do planejamento estratégico. Para isso, são instalados dentro da empresa programas que desenvolvem o potencial de seus funcionários, como o Projeto Liderar, no qual os profissionais ganham conforme produzem, através da meritocracia.

As mudanças para o setor vão ser bem grandes nos próximos anos, e vão acontecer cada vez mais rápido. Ainda que exista um conflito frente à algo novo, as perspectivas são positivas: com mais tecnologia, mais gestão, com melhor manejo, o produtor irá colher mais e render mais. As ferramentas serão ótimas, mas as pessoas (as melhores que permaneceram) é que vão fazer a diferença, e perpetuar a nobre tarefa de colocar alimento na mesa de todo mundo e, já hoje, produzir uma energia limpa e renovável para o planeta.

A área em si não deve ser limitadora do trabalho. A pessoa tem que ser apaixonada pelo que faz, tem que ter brilho no olho; e se não tiver uma formação técnica, ir em busca dela.
96 visualizações